Marcos Fava Neves, agrônomo Doutor em Estratégias Empresariais, faz palestra em Chapadão do Sul na quinta-feira

Ele deve abordar assuntos que impactam o agronegócio mundial

por: MS Todo Dia - 10/03/2020 09:20

Marcos Fava Neves, agrônomo Doutor em Estratégias Empresariais, faz palestra em Chapadão do Sul na quinta-feira

Ele deve abordar assuntos que impactam o agronegócio mundial

O engenheiro agrônomo, Doutor em Estratégias Empresariais e professor da Universidade de São Paulo, Marcos Fava Neves, estará na Fundação Chapadão, em Chapadão do Sul, durante a  23ª edição da Tecnoagro, no dia 12 de março. O evento, que acontece de 11 a 13 de março, reunirá 60 expositores e espera receber cerca de 4 mil visitantes. A abertura está agendada para quarta-feira (11), às 9 horas. No período da tarde, os pesquisadores da Fundação Chapadão apresentarão suas pesquisas.

Em sua palestra, o Futuro do Agro, Fava Neves deve abordar assuntos que impactam o agronegócio mundial, brasileiro e, consequentemente, também da região de Chapadão do Sul. O agrônomo faz uma análise do coronavírus e seus impactos para o agronegócio brasileiro. Conforme seu último artigo, há oportunidades como o aumento da exportação de carne bovina e a doença não deve impactar o agronegócio da maneira “alarmista” como outros artigos apontaram.

Fava Neves é autor e organizador de 67 livros publicados no Brasil, Argentina, Estados Unidos, África do Sul, Uruguai, Inglaterra, Cingapura, Holanda e China, por 10 editoras diferentes. Participou de 335 Congressos no Brasil e no Exterior, tendo organizado mais de 30 destes. Realizou 1.080 palestras em 22 países, sendo um dos brasileiros mais conhecidos e respeitados internacionalmente na área de agronegócios.

O evento este ano conta com o apoio da Fundems (Fundo para o Desenvolvimento das Culturas de Milho e Soja), por meio da Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), da Associação dos Produtores de Soja de MS (Aprosoja MS), da Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de MS), Sebrae, APDC (Associação do Plantio Direto no Cerrado), Febrapdp (Federação Brasileira de Plantio Direto na Palha), tem o apoio das Prefeituras Municipais de Chapadão do Sul, Chapadão do Céu (GO), Paraíso das Águas, e Alcinópolis, da Câmara de Vereadores do município e dos Sindicatos Rurais de Chapadão do Sul e de Chapadão do Céu.

Chapadão do Sul e o agronegócio

Chapadão do Sul tem cerca de 1 milhão de hectares plantados. Soja, milho e algodão são as principais cultivares. O município tem a maior economia e população da região norte do Estado de MS, faz divisa com Goiás e está próximo a Mato Grosso.  

Em MS, conforme os dados do Siga MS, compilados pela Aprosoja-MS, Famasul e Governo de MS, a colheita da safra de soja 2019/2020 deve chegar a 10,573 milhões de toneladas. Em comparação com a safra anterior, o aumento de produção será 20,15% que o anterior (2018/2019). Na região Norte do estado, conforme o último Boletim Técnico da entidade, já foram colhidos 1,439 milhão de hectares. No estado, estima-se que a área plantada foi de 3,163 milhões de hectares, com uma produção aproximada de 10,573 milhões de toneladas, e uma produtividade média de 55,7 sc/ha.

Em Chapadão do Sul, na 1ª safra de soja 2018/2019, a área plantada foi de  90.836 hectares, com produtividade 60,01 sc/ha e produção 327.074 toneladas. Já o milho, teve uma safrinha de 295.135 toneladas, em uma área total de 39.180 ha e produtividades de 125,55 sc 125,55 sc/ha. Enquanto o algodão, foi plantado numa área de 11.900 hectares. 

O milho safrinha também já começou a ser plantado em MS. Na região norte o plantio está mais avançado em comparação com as outra de MS, uma média de 44,1%, enquanto que os municípios da região central estão com 41% e os da sul com 37,8%.

Fonte: Assessoria

Fazer download da imagem







Leia também

Dúvidas ou sugestões? Nos escreva!






contato

NOS ACOMPANHE NAS MIDIAS SOCIAIS