Prefeitura de Alcinópolis segue em operação para combater o fogo na zona rural na divisa com Costa Rica

Em parceria com a prefeitura de Costa Rica, foi disponibilizado dois aviões para combate ao incêndio

por: Redação - 16/09/2020 09:00

Prefeitura de Alcinópolis segue em operação para combater o fogo na zona rural na divisa com Costa Rica Imagem: Divulgação

Em parceria com a prefeitura de Costa Rica, foi disponibilizado dois aviões para combate ao incêndio

Há dez dias, quando se iniciou o fogo na divisa com a cidade Alto Taquari/MT, que posteriormente passou para município de Alcinópolis no Parque Estadual das Nascentes do Rio Taquari, a prefeitura com toda a equipe de funcionários em especial das secretarias de meio ambiente, secretaria de obras e Defesa Civil se mobilizaram para conseguir combater o incêndio que rapidamente foi se alastrando pela Região do Cafundó.

Nesta terça-feira (15), o fogo estava se alastrando na região dos Canyons do Engano, na Serra da Propriedade do Senhor Jesus Ribeiro, divisa com Costa Rica. Já foram queimados mais de 9 mil hectares, desde Parque Estadual das Nascentes do Rio Taquari até as propriedades rurais da região.

Em parceria com a prefeitura de Costa Rica, foi disponibilizado dois aviões para combate ao incêndio, em contato entre o município de Alcinópolis com o Governo Federal, por intermédio da Ministra, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, que conseguiu a liberação de mais dois aviões do Ministério do Meio Ambiente.

As empresas Iaco Agrícola e Atvos Usina de Costa Rica disponibilizaram um avião cada, para ajudar no combate e também vieram equipe do Imasul (Instituto de Meio Ambiente de MS), equipe do 19º Subgrupamento de Bombeiros Militar de Costa rica (19º SGBM), Brigadistas do ICMBio do PARNA das Emas, os fazendeiros disponibilizaram maquinários e as sedes para montar Base de apoio e voluntários se juntaram para controlar o fogo. A Prefeitura solicitou ainda, ajuda do quartel de Coxim 47º BI e com isso, vieram 86 homens para ajudar, sendo 70 para o combate e 16 para organização da equipe.

No dia 8 de setembro foi decretada a situação de emergência, devido o alto risco de desastre ambiental e a perca de controle para combater o fogo. 

Fonte: MS Todo Dia

Fazer download da imagem







Leia também

Dúvidas ou sugestões? Nos escreva!






contato

NOS ACOMPANHE NAS MIDIAS SOCIAIS