Com apoio da polícia, tem início fiscalização nas entradas de Costa Rica

Medida imposta pela prefeitura visa controlar entrada de visitantes e minimizar riscos com o coronavírus

por: Da Redação - 25/03/2020 09:21

Com apoio da polícia, tem início fiscalização nas entradas de Costa Rica Autoridades durante fiscalização na saída para Chapadão do Sul. Foto: MS Todo Dia

Medida imposta pela prefeitura visa controlar entrada de visitantes e minimizar riscos com o coronavírus

Teve início nesta terça-feira (24) o ‘fechamento’ dos acessos de Costa Rica. Policiais e representantes de órgãos como a Secretaria Municipal de Saúde e Vigilância Sanitária fiscalizam a entrada de veículos na cidade. O objetivo é minimizar risco de contaminação do coronavírus (Covid-19), que já tem casos suspeitos na cidade vizinha de Chapadão do Sul e ao todo 24 já confirmados em Mato Grosso do Sul.

De acordo com a secretária de Saúde Adriana Tobal, neste primeiro momento, as abordagens têm sido em caráter orientativo para pessoas que estão chegando para visitar familiares, retornando para a casa ou prestando algum tipo de serviço. Dão apoio aos servidores a Polícia Militar, Polícia Civil e o Corpo de Bombeiros. “O cidadão tem direito de ir e vir, desde que respeite as normas que estão aplicadas”, disse.

Entre as normas, explica Adriana, consta que pessoas que são da cidade e que estudam fora, por exemplo, ao chegar em Costa Rica, devem ficar em isolamento por sete dias. Quem vem de outro Estado ou do exterior, deve ficar em isolamento por 14 dias. Quem apresentar sintomas, deve ficar em isolamento até que o caso seja tratado. “Orientamos que se houver sintomas, a secretaria deve ser avisada”.

Outro exemplo dado pela secretária cabe aos prestadores de serviço. Se um grupo chega para fazer entrega de mercadorias, por exemplo, ele será abordado na barreira, como todos os demais visitantes, vai informar o motivo da viagem e em seguida será ‘escoltado’ por uma equipe da prefeitura até o local de entrega, como forma de garantir que possam cumprir suas tarefas sem desrespeitar as normas.

Por enquanto, as equipes estão concentrando ações na saídas para Chapadão do Sul, Figueirão e região do Copo Sujo. Não há como prever se a fiscalização ficará mais rigorosa nos próximos dias. “Nós trabalhamos de acordo com o avanço do coronavírus, com base naquilo que recomenda a OMS [Organização Mundial de Saúde] e o Ministério da Saúde, então, não dá para prever como será adiante”.

 

Fonte: MS Todo Dia

Fazer download da imagem







Leia também

Dúvidas ou sugestões? Nos escreva!






contato

NOS ACOMPANHE NAS MIDIAS SOCIAIS