PMA de Costa Rica autua mulher em R$ 5,5 mil por criar papagaio ilegalmente e manter a ave sem alimento

por: Redação - 28/09/2020 13:53

PMA de Costa Rica autua mulher em R$ 5,5 mil por criar papagaio ilegalmente e manter a ave sem alimento Imagem: Divulgação

A PMA (Polícia Militar Ambiental) de Costa Rica autou nesta segunda-feira (28), uma mulher de 51 anos, por manter ave silvestre em cativeiro sem autorização do órgão ambiental competente e por maus-tratos. 

A equipe foi acionada pela Polícia Civil daquela cidade, que apreendia armas em uma residência e encontrou um papagaio na casa. Os policiais perceberam que o animal também estava em condições de maus-tratos pela falta de alimento e com manchas de óleo nas patas, cabeça e corpo.

O homem que estava sendo preso com as armas informou que o papagaio era de sua mãe, a qual confirmou a versão e disse que pegou o animal há algum tempo quando residia em uma fazenda. 

A Polícia Militar Ambiental autuou administrativamente a infratora e a multou em R$ 5.500,00, sendo R$ 5.000,00 pela criação ilegal e R$ 500,00 por maus-tratos. Ela também foi conduzida à delegacia de Polícia Civil de Costa Rica e responderá por crime ambiental, com pena de seis meses a um ano de detenção e por maus-tratos, cuja pena é de três meses a um ano de detenção. A ave será encaminhada ao Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (Cras) na Capital.

Fonte: MS Todo Dia

Fazer download da imagem







Leia também

Dúvidas ou sugestões? Nos escreva!






contato

NOS ACOMPANHE NAS MIDIAS SOCIAIS