Campeonato Estadual 2019 não teve nenhuma mudança de treinador

por: MS Todo Dia - 20/03/2019 15:40

Campeonato Estadual 2019 não teve nenhuma mudança de treinador Celso Rodrigues foi campeão após duas temporadas no Operário - Foto: Esporte MS

Após o fim da 1ª fase do Campeonato Sul-Mato-Grossense, algo inédito ocorre até o momento na edição 2019. Nenhum clube trocou o comando técnico ao longo da competição.

Arílson Costa(Operário), Rodrigo Cascca(Águia Negra), Valdir Fortini(Sete de Setembro), Mário Tilico(Comercial), Zé Humberto(Corumbaense), Mauro Marino(Aquidauanense), Glauber Caldas(Costa Rica) e Rodrigo Azevedo(Serc), são os comandantes dos times classificados para as quartas de final.

Fortini, Tilico, Mauro Marino e Rodrigo Azevedo dão continuidade ao trabalho iniciado em 2018. Fortini começou na base do Sete e foi promovido ao profissional. Mauro Marino e Rodrigo Azevedo foram responsáveis pelo trabalho do Sub-19 e do profissional.

Já Tilico foi o único treinador que comandou o clube por duas temporadas seguidas que conseguiu a classificação. Outro que seguiu o trabalho por duas temporadas foi Pedro Caçapa no Urso mas o clube acabou rebaixado.

Piá no Novoperário, Paulo Mullê no União e Walter José de Souza no Operário-DD, também foram rebaixados mas foram até o fim em seus trabalhos.

Nos últimos dois campeonatos, apenas o Corumbaense mudou o comando técnico quando Douglas Ricardo deixou o clube no meio do Estadual 2018 dando lugar a Gianni Freitas.

Em 2017 o número foi expressivo. Dos doze participantes, metade trocou o comando técnico sendo que dois destes, tiveram mais de dois técnicos na competição.

O campeão Corumbaense começou com Ney César e chegou ao título com Douglas Ricardo. Já o Novoperário vice-campeão, iniciou com Mauro Marino, teve Gilberto dos Santos como interino e chegou a decisão com Bazilio Amaral.

O Sete de Setembro começou com Emanuel Sacramento, teve Mauro Marino e disputou a fase final com Ney César.´O Águia Negra teve Tininho até o 1º jogo das quartas de final quando ele deixou o clube após derrota para o Novo e foi comandado por Virgílio Ferreira no jogo de volta.

Já o Naviraiense começou com Rony Aguilar mas após resultados ruins optou por Rogério Perrô que salvou o time do rebaixamento diante do maior rival Ivinhema na última rodada.

Curiosamente, na última década, apenas três clubes que trocaram de técnico foram campeões. Em 2014 o Cene trocou Paulo Muller por Cláudio Roberto. No ano seguinte, o Comercial trocou Celinho por Gilmar Calonga e em 2017, o carijó mudou Ney César por Douglas Ricardo.

Em 2010 Amarildo de Carvalho no Comercial e Chiquinho Lima no Sete de Setembro 2016, trabalharam durante todo o Estadual.

Mirandinha campeão em 2011 pelo Cene começou o trabalho na Série D de 2010. Cláudio Roberto campeão em 2012 pelo Águia Negra iniciou o trabalho em janeiro de 2011 e foi mantido no cargo após cair para o Aquidauanense nas quartas de final daquele ano.

Walter Ferreira campeão em 2013 pelo Cene, iniciou o trabalho no fim da 1ª fase do Estadual em 2012. Já Celso Rodrigues deu continuidade ao trabalho iniciado em 2017 quando caiu na semifinal diante do Corumbaense para ser campeão 1 ano depois sobre o mesmo adversário.

Fonte: FFMS

Fazer download da imagem







Leia também

Dúvidas ou sugestões? Nos escreva!






contato

Rua: Ceará, 258 - Sonho Meu III, Costa Rica - MS, 79550-000



NOS ACOMPANHE NAS MIDIAS SOCIAIS