Se eu pudesse te dar um conselho...

por: MS Todo Dia - 01/02/2019 17:30

Se eu pudesse te dar um conselho...

“Filtro solar! Nunca deixem de usar filtro solar. Se eu pudesse dar somente uma dica sobre o futuro seria está: Use filtro solar” (https://goo.gl/G1mdYW)

Quem não se lembra desse vídeo, o famoso vídeo do Bial? Ok, se você tem menos de 20 anos não deveria nem ser nascido na época. Mas, se você tem um pouco mais de idade, como eu, vai se lembrar, com certeza, deste famoso vídeo motivacional, sucesso nas redes sociais há, pelo menos, 15 anos. (Uau, 15anos!)

Não me julgue, apenas assista. O vídeo não fala sobre o uso de filtro solar, nem sobre seu modo de aplicação, ele dá, sem nenhuma pretensão, conselhos para os jovens sobre como levar a vida e de como chegar à velhice acreditando que a vida valeu a pena.

Há 30 dias eu acreditava (e erroneamente) que o Coach era como um vídeo motivacional, tipo “Use filtro solar”, que servia apenas como um engodo para os seus problemas pessoais ou profissionais. E que, no fundo, era uma grande baboseira para arrancar dinheiro de pessoas perdidas e cheias de mimimi criado por profissionais malsucedidos em suas carreiras. Ok, até pode ser que existam mal profissionais no mercado, mas isso encontramos em todo lugar. O fato é que eu não acreditava em nada disso. Até que...

Pois é, até que minha esposa começou a fazer Coach. Vocês podem até imaginar o que eu pensei, mas sabiamente não falei nada. E, de sessão em sessão, comecei a perceber que estava emergindo na minha frente, a olho nu, uma nova profissional. Mais focada, mais entusiasmada! Dias depois reformou a empresa, contratou gente nova, ampliou o leque de serviços, e claro o faturamento da empresa deu um belo salto!

Nada como os fatos para nos fazer agir e engolir as falsas percepções e crenças, não é?

Embriagado com as mudanças comportamentais da minha esposa, percebi que valeria muito a pena tentar. Afinal, eu também queria ver essa transformação em mim. E, não deu outra, cai de cabeça e, já no primeiro dia útil do ano, estava eu lá pronto para minha primeira sessão.

Não sei o que leva as pessoas a procurarem um coach, mas eu queria desesperadamente melhorar minha performance profissional e pessoal, ampliar minha carteira de clientes, ler mais, estudar mais, voltar a fazer exercícios físicos e passar mais tempo com minha família.

Calma lá, isso não quer dizer que era um desleixado. Em minha defesa, eu sempre tive horário para dormir e acordar, sempre procurei fazer exercícios, nunca fui um perdulário e ausente em questões familiares.

Então, o que mudou?

Em uma palavra, TUDO! Não é o que você faz, mas como você faz e o motivo pelo qual está fazendo! Isso faz toda a diferença!

Mentira? Não, não é!

Depois desse clique, a minha atuação profissional deu uma guinada sem precedentes. Em exato 1 mês, minha carteira de clientes mais que duplicou, e não falo isso para me gabar, de jeito nenhum. Existe, sim, mérito meu envolvido. Mas quero chamar atenção para a importância de ser bem assessorado e guiado por profissionais de alto nível.

Assim como eu tinha lá as minhas dúvidas sobre os profissionais de coaching, imagino que você fique com um pé (ou os dois!) atrás quando uso esse espaço para falar sobre investimentos. Para alguns, é muito simples pra ser verdade ou complicado demais pra querer entender. Mas hoje eu entendo - cada um tem seu tempo. O coaching me fez ser um profissional melhor e a pessoa que esteve ao meu lado me orientando e me assessorando sabia que era uma questão de tempo para eu entender o que era melhor pra mim.

O meu papel aqui é o mesmo: oferecer a você informações, conteúdo e ferramentas que mostrem que sim, investir é mais fácil que parece. E acreditar nessa mudança vai mudar a sua vida!
Fonte: Economista André Yano

Fazer download da imagem







Leia também

Dúvidas ou sugestões? Nos escreva!






contato

NOS ACOMPANHE NAS MIDIAS SOCIAIS