Funcionário é preso em flagrante por desviar R$ 12,6 mil de empresa em Costa Rica

O funcionário não realizou depósito do valor para os proprietários e o desvio de dinheiro acabou sendo descoberto

por: Redação - 05/03/2021 10:35

Funcionário é preso em flagrante por desviar R$ 12,6 mil de empresa em Costa Rica Foto: MS Todo Dia

O funcionário não realizou depósito do valor para os proprietários e o desvio de dinheiro acabou sendo descoberto

Na última quinta-feira (4), um funcionário de 21 anos foi preso em flagrante pela Polícia Civil de Costa Rica. O jovem desviou R$ 12,6 mil da empresa de vistoria veicular em que trabalhava no município.

De acordo com B.O (Boletim de Ocorrência), o desvio foi descoberto após o valor não ser depositado para o proprietário da empresa. A empresa está no nome da esposa do homem, de 36 anos, que denunciou o crime. 

Segundo o relato, ele viajava para Costa Rica para dar andamento ao negócio. Ele permanecia apenas um ou dois dias na empresa de vistoria veicular. Assim, recebia depósitos dos valores arrecadados pelo comércio semanalmente. 

Entretanto, o homem disse que não recebeu o valor que deveria na última semana. Quando cobrou o funcionário responsável, este disse que os bancos estavam com problema. Assim, o esposo da proprietária fez levantamento de quanto deveria ter sido depositado. O valor era de R$ 12.667,21.

Então, ele pediu novamente que o funcionário realizasse o depósito em 3 de março. No entanto, até a última quinta-feira (4), o rapaz ainda não havia enviado o valor. Assim, o dono da empresa chegou em Costa Rica às 14h da quinta-feira (4), para verificar o que estava acontecendo. Na empresa, ele presenciou a cobrança de R$ 200 por um serviço que custava R$ 165. 

Segundo o depoimento, o dono questionou o funcionário sobre o valor cobrado e ele teria assumido que estava cobrando uma quantia a mais. Assim, na ordem do serviço ficava apenas o valor convencional e os R$ 35 a mais iriam direto para uso do rapaz. 

Neste momento, o dono se encaminhou até a Delegacia Municipal e realizou denúncia contra o funcionário. As equipes da Polícia Civil foram até o empreendimento e prenderam em flagrante o homem de 21 anos. 

Também foi encaminhado para a delegacia o irmão do acusado, porém não foram encontradas provas suficientes e ele foi liberado. Por fim, a equipe informa que existem “elementos informativos e probatória de autoria do crime de estelionato”

 

Fonte: MS Todo Dia

Fazer download da imagem







Leia também

Dúvidas ou sugestões? Nos escreva!






contato

NOS ACOMPANHE NAS MIDIAS SOCIAIS