Derrota: Justiça mantém CPI contra vereador investigado por irregularidades administrativas em Figueirão

Até então presidente do Legislativo Municipal, Antônio Azevedo Nabhan responde por suspeita de quebra de decoro e infração político-administrativa

por: Da Redação - 12/08/2020 09:35

Derrota: Justiça mantém CPI contra vereador investigado por irregularidades administrativas em Figueirão

Até então presidente do Legislativo Municipal, Antônio Azevedo Nabhan responde por suspeita de quebra de decoro e infração político-administrativa

A Justiça manteve a CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) que investiga o vereador de Figueirão Antônio Azevedo Nabhan por suspeita de quebra de decoro e infração político-administrativa. O processo dará continuidade após eleição de novos membros da comissão. O resultado das investigações podem comprometer a intenção de Nabhan como candidato nas eleições municipais de 2020.

Conforme apurado, após votação na Câmara Municipal que aprovou a abertura da CPI, Nabhan recorreu junto ao judiciário da Comarca de Camapuã. Prontamente, conseguiu uma liminar que suspendia as investigações até que o pedido dele fosse julgado. No recurso, o vereador pedia nulidade do processo alegando irregularidade na documentação do técnico em agropecuária Alex Pereira da Rocha, mais conhecido como Alex Bicheiro, que foi o responsável por formalizar a denúncia.

Além disso, alegou que a vereadora Paullyane Amorim (PTB), integrante da comissão, não poderia jugá-lo por suspeição, pois ela teria supostamente interesse na cassação dele. Nabhan afirmou ainda que o quórum não era qualificado e que a comissão foi feita por indicação política e que, na verdade, deveria ser realizada por meio de sorteio para escolha dos membros.

No entanto, ao avaliar o recurso, a justiça deferiu parcialmente o recurso. Todos os pedidos de Nabhan foram negados. O único aceito foi que a comissão fosse escolhida por meio de sorteio. Desta forma, a CPI contra será realizada, mas com novos integrantes. O trabalho começa após a definição do sorteio. “A gente aguarda agora a publicação da decisão em Diário Oficial. Assim que estiver publicado, já vou solicitar prontamente a realização deste sorteio na próxima sessão”, disse Paullyane.

Entenda o caso

 Nabhan teria supostamente oferecido vantagem pessoal para que Alex Bicheiro, não saísse candidato a vereador em troca de emprego na Prefeitura. Alex, recusou a proposta e encaminhou o caso à Câmara.

Alex Bicheiro relatou ao MS Todo Dia que juntamente com um advogado, encaminhou a denúncia contra Nabhan à Câmara Municipal de Figueirão. Ele explicou que tudo teve início no dia 20 de março, quando ele recebeu telefonema do presidente da Câmara para uma conversa. O encontro ocorreu na casa de Nabhan, onde o vereador teria oferecido a Alex emprego na prefeitura ou então facilidade para vencer uma licitação da compra de gás, para que Alex não saísse como candidato a vereador. Além disso, sugeriu que caso Alex decidisse sair, que saísse na chapa de Nabhan, que pretende concorrer ao pleito de prefeito.

A conversa foi gravado e o áudio vazou, sendo compartilhado em grupos de WhatsApp e redes sociais da cidade. “Ele falou em nome do prefeito e fez a proposta, perguntando se eu tinha interesse em voltar a trabalhar na Prefeitura e disse que faria um favorecimento a mim na compra de gás, pois haveria uma licitação. Chegou a me oferecer ajuda de custo de R$ 20 mil para apoiá-lo nas eleições” pontuou Alex que registrou as declarações do áudio em cartório.

 

Fonte: MS Todo Dia

Fazer download da imagem







Leia também

Dúvidas ou sugestões? Nos escreva!






contato

NOS ACOMPANHE NAS MIDIAS SOCIAIS