Reinaldo Azambuja é indiciado pela PF por propina de R$ 67 milhões da JBS

Governador de Mato Grosso do Sul nega irregularidades e diz que vê inquérito com

por: Da Redação - 06/07/2020 16:55

Reinaldo Azambuja é indiciado pela PF por propina de R$ 67 milhões da JBS Imagem: site ms.gov.br

Governador de Mato Grosso do Sul nega irregularidades e diz que vê inquérito com

O governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), foi indiciado pela Polícia Federal pelos crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e formação de organização criminosa. Azambuja teria recebido R$ 67 milhões em propinas da JBS, além de ter provocado prejuízo de R$ 209 milhões aos cofres públicos estaduais. 

Segundo reportagem do jornal O Globo, o governador divulgou nota em que nega as irregularidades e sustenta que recebeu a conclusão do inquérito com "estranheza e indignação".

"Trata-se de denúncia antiga, baseada em delações premiadas sem qualquer credibilidade e provas, que vêm sofrendo, em casos diversos no país, inúmeros questionamentos judiciais quanto à sua procedência e consistência. Passados três anos de inquérito tramitando no STJ, não foi possível concluir ou ao menos indicar de que forma o governador teria praticado qualquer tipo de ilícito", diz Azambuja, por meio de nota, segundo O Globo.

Também foram indiciados o filho do governador, Rodrigo Souza e Silva, e outras 20 pessoas supostamente envolvidas no esquema. 
O inquérito foi aberto com base na delação premiada dos executivos do grupo J&F.

"Cabe destacar o papel de comando da organização criminosa exercido pelo governador Reinaldo Azambuja, seja diretamente, seja por intermédio de seu filho Rodrigo Souza e Silva", escreveu na conclusão do relatório o delegado Leandro Alves Ribeiro, conforme reportagem de O Globo. 

Como o governador tem foro privilegiado, cabe à Procuradoria-Geral da República (PGR) decidir se apresenta denúncia contra Azambuja.

Azambuja conclui dizendo que, perante a Justiça, "demonstrará a imporcedência de todas as acusações a ele dirigidas".

Fonte: Jornal O Globo

Fazer download da imagem







Leia também

Dúvidas ou sugestões? Nos escreva!






contato

NOS ACOMPANHE NAS MIDIAS SOCIAIS