Ação conjunta entre Semagro, UFMS e farmácias produz 5 mil litros de álcool 70% e 502 litros de álcool glicerinado

A distribuição será feita para estabelecimentos de saúde e a venda é proibida

por: MS Todo Dia - 02/04/2020 17:18

Ação conjunta entre Semagro, UFMS e farmácias produz 5 mil litros de álcool 70% e 502 litros de álcool glicerinado Foto: Portal do MS

A distribuição será feita para estabelecimentos de saúde e a venda é proibida

Ação conjunta coordenada pela Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), em parcerias com a UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) e os Conselhos Regionais de Farmácia e Administração, resultou na produção de 502 litros de álcool glicerinado 80% e 5.529 litros de álcool 70%. Esses produtos são eficientes no combate à infecção pelo Covid-19 e desapareceram do mercado antes mesmo do primeiro caso da doença ter sido confirmado em Campo Grande.

A participação da Semagro foi no sentido de articular a parceria e conseguir a doação da matéria prima (álcool 96%) junto à Biosul (Associação dos Produtores de Bioenergia de Mato Grosso do Sul). Dezenas de empresas e pessoas físicas contribuíram com produtos diversos, como glicerina, embalagens, disponibilização de transporte e mão de obra. O secretário da Semagro, Jaime Verruck, classificou o trabalho como excepcional, “uma junção de forças com resultados extremamente positivos para a população”.

A partir de 5 mil litros de álcool com concentração de 96% foram produzidos 5.529 litros de álcool com concentração de 70% e mais 502 litros de álcool glicerinado de concentração 80%, sendo que 100 foram feitos no Laboratório Técnico Farmacêutico (LTF) da UFMS e 400 litros em farmácias de manipulação da cidade associadas à Anfarmag (Associação Nacional dos Farmacêuticos Magistrais). Toda a produção será concentrada na universidade, de onde será feita a distribuição para estabelecimentos de saúde. O rótulo traz a informação de “venda proibida”

O álcool etílico glicerinado 80% é produzido a partir de álcool, glicerina, peróxido de hidrogênio e água. A glicerina funciona como hidratante para as mãos, já que a alta concentração de álcool resseca a pele. Já o álcool 70% é usado em limpezas de ambientes e tem concentração ideal para o efeito bactericida devido à presença da água, que facilita a entrada do produto no interior do micro-organismo e também retarda a evaporação, permitindo maior tempo de contato. Nesta concentração o álcool 70% destrói bactérias vegetativas, fungos e vírus envelopados, como o vírus Influenza H1N1 e o novo coronavírus.

Urgência

“Desde o início dessa pandemia, uma das preocupações nossas foi a não disponibilização de álcool gel e álcool 70% no mercado. Para solucionar o problema, uma das grandes parcerias que tivemos foi com o Conselho Regional de Farmácia e a Universidade Federal, que apresentavam condições para produzir esse álcool 70% e o álcool glicerinado que substitui o gel. Essa produção aconteceu tanto nas farmácias como no laboratório da UFMS, que dispõem de profissionais técnicos capacitados”, disse Verruck

O presidente do Conselho Regional de Farmácias, Flávio Shinzato, destaca a urgência em abastecer os estabelecimentos de Saúde com o produto, dado a escassez no mercado, o que justificou a parceria. “O Governo do Estado está atuando de forma eficiente para atender os grandes consumidores dos produtos, os profissionais de saúde que estão na linha de frente do atendimento à população”, expressou o presidente.

O Conselho Regional de Administração também teve papel fundamental apoiando, sobretudo, no gerenciamento dos processos, conforme detalhou Jaime Verruck. “E nossa parceria continua, hoje (1) tive uma reunião com o reitor da UFMS e com o presidente do CRF e vamos continuar atuando. Vamos buscar uma doação ainda maior de matéria prima por parte das usinas para dar continuidade ao trabalho”, afirmou.

Mais álcool

Em outra parceria de sucesso, a Semagro conseguiu doação de álcool 96% e a Cervejaria Bamboa transformou o material em 200 mil litros de álcool volume 70%. Essa produção já foi distribuída pelo governo do Estado para as Secretarias de Saúde de todos os municípios, equipes de vigilâncias sanitárias; laboratórios públicos; unidades de saúde da SESAU; unidades de hemodiálise; equipes de trabalho que atuaram na logística de transporte das embalagens que foram produzidas na UFMS; estabelecimentos de saúde (farmácias e drogarias) que estão participando da campanha de vacinação do Ministério da Saúde/SESAU

Fonte: Portal do MS

Fazer download da imagem







Leia também

Dúvidas ou sugestões? Nos escreva!






contato

NOS ACOMPANHE NAS MIDIAS SOCIAIS