Mais um suspeito de participação na morte de Bruno e Dom é preso

Homem disse que pilotou barco utilizado para cometer os crimes

por: MS Todo Dia - 23/06/2022 11:52

Mais um suspeito de participação na morte de Bruno e Dom é preso

Homem disse que pilotou barco utilizado para cometer os crimes

Um homem identificado como Gabriel Pereira Dantas, de 26 anos procurou a polícia em São Paulo nesta quinta-feira (23) afirmando que participou diretamente da morte  do indigenista Bruno Pereira e do jornalista Dom Phillips.

Ele teria abordado militares em uma praça na região central de São Paulo e relatado o caso. Na sequência ele foi encaminhado a Polícia Civil onde foi ouvido pelo delegado. Na sequência foi levado para a Polícia Federal, responsável por conduzir as investigações do crime.

Na delegacia, Dantas contou que foi o responsável por pilotar a canoa que Amarildo da Costa Oliveira, conhecido como "Pelado", usou na execução do crime. Após os assassinatos, ele teria fugido para Santarém, no Pará. De lá, pegou um ônibus para Manaus, no Amazonas, segui para Rondonópolis, no Mato Grosso, e depois para São Paulo. Desde então, estava vivendo nas ruas.

Dantas disse que no dia do crime estava bebendo com Amarildo quando ele o chamou para pilotar sua canoa. O homem preso nesta quinta contou que não sabia que o objetivo do pescador era assassinar Bruno e Dom. 

Ele também deu detalhes sobre a dinâmica dos assassinatos. Segundo o suspeito, Amarildo atirou primeiro em Dom e depois em Bruno. Após isso, chamou mais duas pessoas que teriam sido responsáveis por ocultar os pertences do jornalista e do indigenista, jogando as mochilas na margem do rio. 

 O rapaz disse que é de Manaus, mas que estava vivendo em Atalaia, cidade próxima ao Vale do Javari, fugindo do Comando Vermelho, que o teria jurado de morte. A Polícia Civil informou que Gabriel Dantas não tem registro na polícia.

Fonte: R7 Notícias

Fazer download da imagem







Leia também

Dúvidas ou sugestões? Nos escreva!






contato

NOS ACOMPANHE NAS MIDIAS SOCIAIS