No Dia do Enfermeiro, profissional ressalta importância de assistência prestada de forma individual e humanizada

Parabéns todos os profissionais que faz parte da equipe multidisciplinar seja no ambiente hospitalar ou ambulatório

por: Gabby Gonzalez / Foto: Igor Santana - 12/05/2022 07:52

No Dia do Enfermeiro, profissional ressalta importância de assistência prestada de forma individual e humanizada Enfermeira Eduarda Santa Rosa Carrijo (Foto: Igor Santana)

Parabéns todos os profissionais que faz parte da equipe multidisciplinar seja no ambiente hospitalar ou ambulatório

Hoje, 12 de maio, é comemorado o Dia do Enfermeiro. Para homenagear e entender um pouco desta profissão tão bonita e tamanha excelência, a reportagem do MS Todo Dia conversou com a enfermeira Eduarda Santa Rosa Carrijo. 

Eduarda tem formação em enfermagem há nove anos, com especialização em tratamento oncológico, estomaterapia, pediatria e neonatologia. 

A enfermeira ressalta que toda assistência de enfermagem tem que ser prestada a cada paciente de uma forma individual, humanizada com muito respeito, dedicação profissional e amor. 

“Ser enfermeiro é uma escolha vocacional, que não mais se restringe a cuidar dos pacientes, embora esse seja um mérito primordial e louvável. Na verdade, o conceito de humanização, individualização e hospitalidade no atendimento não basta para o exercício da profissão, é preciso agregar conhecimento específicos é cada vez mais necessário para um bom desempenho profissional da enfermagem, um requisito que vem marcando o diferencial dos profissionais dentro dos hospitais”, declarou Eduarda. 

“Eu trabalhei por oito anos no Hospital de Amor de Barretos e tive oportunidade de exercer como Responsável técnica por quatro meses na Fundação Hospitalar de Costa Rica”, completou. 

Agora a enfermeira decidiu seguir a carreira acadêmica profissional na área a pesquisa humana dentro da enfermagem. “Tive que adequar da pratica hospitalar diária com os pacientes para pesquisas humanas oncológicas, mas tenho prazer em exercer assistência diária na prática, tratando cada paciente de uma forma humanizada e com excelência”, afirmou. 

“Ressalto: não existe hospital que possa fazer medicina de ponta se não contar com um corpo de enfermagem bem preparada e treinado”, finalizou Eduarda.

Fonte: MS Todo Dia

Fazer download da imagem







Leia também

Dúvidas ou sugestões? Nos escreva!






contato

NOS ACOMPANHE NAS MIDIAS SOCIAIS