VII Setembro de Airsoft reúne mais de 100 atletas em Costa Rica

Evento reuniu atletas de MS e outros estados na cidade de Costa Rica

por: Redação - 13/09/2021 08:16

VII Setembro de Airsoft reúne mais de 100 atletas em Costa Rica Foto: Reprodução/ Prefeitura de Costa Rica.

Evento reuniu atletas de MS e outros estados na cidade de Costa Rica

Aconteceu em Costa Rica o VII Setembro de Airsoft. Apoiado pelo Município de Costa Rica, através da Secretaria Municipal de Turismo, Meio Ambiente, Esporte e Cultura, o evento reuniu mais de 100 atletas de Mato Grosso do Sul e de outros estados.

Composta por atletas de Costa Rica, a equipe do Esquadrão Z também participou do evento. Conforme o secretário municipal de Turismo, Meio Ambiente, Esporte e Cultura, Artur Baird, o evento contou com muita emoção e adrenalina para os participantes.  

“A modalidade conta com simulações táticas, emprego de missões o que proporcionam mais emoção e um realismo surpreendente para o esporte. Estamos diversificando os eventos esportivos em Costa Rica, firmando parcerias e gerando novas oportunidades que impulsionem o turismo local”, frisou o secretário.

O Airsoft é um esporte de ação que simula situações de combate. Assim, os equipamentos e as vestimentas utilizadas são bem parecidos com os reais. Os jogos são compostos por duas ou mais equipes, vencendo a equipe que conseguir cumprir seu objetivo primeiro, existindo uma infinidade de objetivos.

No Brasil o airsoft é regulamentado pelo Exército Brasileiro e a ponta laranja é exigida em todos os equipamentos. O evento aconteceu em 4 e 5 de setembro na cidade.
 
O Airsoft
 
Surgiu no Japão na década de 70, sendo hoje um esporte muito popular em todo o mundo. No Japão, é quase um esporte "nacional". Nos Estados Unidos, por exemplo, todo ano ocorre o evento "Operação Irene", no qual uma base de treinamento do exército é utilizada para a realização de um evento que dura um fim de semana inteiro. Em outros países, eventos como o "Berget" europeu reúne milhares de entusiastas, entre muitos outros.

Os praticantes desse esporte são pessoas comuns que nutrem uma profunda admiração pelas forças policias e militares mundo afora. São médicos, engenheiros, professores, militares, estudantes, pedreiros, vendedores, etc.

Utilizam armas de pressão que disparam bolinhas de plástico (bbs) de 6 mm de diâmetro. As bbs são rígidas e sem tinta, por isso a honra dos jogadores é fundamental para o desenvolvimento do esporte, já que ele deverá acusar que foi atingido e sair do jogo.

As armas são réplicas externas de armas de fogo reais, porém, seu mecanismo interno em nada se assemelha com as mesmas, sendo impossível qualquer conversão das armas de airsoft para o uso com munição real.

Não há nenhuma vinculação política, paramilitar, separatista, revolucionária ou criminosa. São pessoas comum que através do esporte se divertem, baseados na honra, segurança e respeito às leis.

Honra
Mas se não tem tinta e não marca, como é que sabemos quando acertamos a pessoa do outro time?

Simples. O airsoft é um jogo cujo pilar principal é a honra dos jogadores. Assim, quando um jogador for atingido, imediatamente ele acusa o acerto e sai do jogo. A honestidade dos jogadores é então, fundamental para o desenrolar do esporte e sua popularização pelo mundo. Sem ela, o airsoft não sobrevive.

Se você deseja ser o Rambo, o imortal, o invencível, o melhor de todos, se você já parte deste princípio, mantenha se longe do airsoft. Não entre para este esporte, pois logo este tipo de jogador é deixado de lado nos eventos, e pode, muitas vezes, ser expulso de um time ou organização.

Fonte: MS Todo Dia/ Asscom

Fazer download da imagem







Leia também

Dúvidas ou sugestões? Nos escreva!






contato

NOS ACOMPANHE NAS MIDIAS SOCIAIS