Escobar brasileiro: Maior traficante brasileiro de cocaína, ex-major da PM de MS é preso na Hungria

Sérgio Roberto de Carvalho era procurado por autoridades de pelo menos três continentes

21/06/2022 11:07

Escobar brasileiro: Maior traficante brasileiro de cocaína, ex-major da PM de MS é preso na Hungria

Sérgio Roberto de Carvalho era procurado por autoridades de pelo menos três continentes

Considerado o maior traficante brasileiro de cocaína, o ex-major da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul, Sérgio Roberto de Carvalho, foi preso nesta terça-feira (21) em Budapeste, capital da Hungria.

A confirmação da prisão aconteceu por meio da polícia europeia e da imprensa de Portugal, que noticiaram a intensa caçada para prender o "Escobar Brasileiro", como era denominado pela sua fama no tráfico de drogas.

Segundo informações da imprensa europeia, Sérgio era caçado por autoridades de pelo menos três continentes. O ex-major usava um passaporte mexicano falso e ainda não há decisão sobre ele ficar preso na Europa ou ser extraditado para o Brasil.

No Brasil, o narcotraficante foi condenado em 2019 a 15 anos e três meses de prisão por usar "laranjas" em empresas de fachada para movimentar R$ 60 milhões. O ex-policial militar também foi condenado, em 2008, a 15 anos de prisão por tráfico de drogas.

Sérgio também é acusado de enviar 45 toneladas de drogas para a Europa com auxílio dos portos brasileiros, tendo o fato acontecido entre os anos de 2017 e 2019. O ex-major da PM de Mato Grosso do Sul chegou a ser capturado em 2018 em solo espanhol com um nome falso, mas pagou a fiança para responder em liberdade e não foi mais visto.

O 'Escobar brasileiro' ainda forjou sua morte, após um médico ter assinado um falso atestado alegando a morte do ex-policial, mas a farsa foi descoberta após troca de informações entre as polícias brasileira e europeia.

Em novembro de 2020, Carvalho escapou de ser preso em Lisboa, na capital de Portugal. Ele deixou uma van com 12 milhões de euros e havia embarcado em uma avião, dois dias antes de uma operação conjunta das polícias.

Fonte: MS Todo Dia

Fazer download da imagem







Leia também

Dúvidas ou sugestões? Nos escreva!






contato

NOS ACOMPANHE NAS MIDIAS SOCIAIS