Polícia Civil identifica queda nos crimes de feminicídio nos últimos dois anos no Mato Grosso do Sul

Ao todo foram instaurados 10.183 Inquéritos Policiais

por: MS Todo Dia - 19/01/2022 17:57

Polícia Civil identifica queda nos crimes de feminicídio nos últimos dois anos no Mato Grosso do Sul

Ao todo foram instaurados 10.183 Inquéritos Policiais

Levantamento estatístico desenvolvido pela Polícia Civil do Mato Grosso do Sul entre os meses de janeiro e dezembro de 2021 aponta redução nos crimes de Feminicídio em todo o Estado. Os números demonstram uma queda de 12,8% neste tipo de crime. Vindo de 39 em 2020, para 34, em 2021

Neste período, as Delegacias de Atendimento à Mulher – DAM, em todo o interior do Estado, e a Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher – DEAM, que atende à Capital foram responsáveis pelo registro de 17.693 ocorrências.

Apenas em Campo Grande, a redução chegou aos 83%. Caindo de 12, para apenas dois casos.

Os casos de estupro tiveram redução de 13,5% (de 1.685 para 1.458).

Para o Delegado-Geral da Polícia Civil – Adriano Garcia Geraldo, a redução nos casos se deve ao aumento das ações policiais contra este tipo de crime, tanto no esclarecimento à população por meio de campanhas, como na efetividade das ações. “As equipes que atuam nas Delegacias de Atendimento à Mulher do MS estão preparadas e equipadas para dar todo o suporte necessário para que casos de violência doméstica não evoluam para o feminicídio. As ações realizadas por nossos policiais estimulam a vítima a procurar a Polícia Civil. A vítima sabe que pode contar com a instituição na luta contra este tipo de violência”, destaca.

Em Mato Grosso do Sul, as Delegadas de Polícia representaram por 7.837 medidas protetivas. Aumento de 8,5% na comparação com o ano anterior (de 7.222 para 7.837). Foram lavrados 725 autos de prisão em flagrante (aumento de 9%) e cumpridos 395 mandados de prisão (+22%).

Ao todo foram instaurados 10.183 Inquéritos Policiais.

Destaca-se ainda, a contratação de pessoal, reforma das unidades policiais e equipamentos, dentre os quais viatura, contribuíram para o aumento da atuação da Polícia Civil.

Salas Lilás

Dezessete cidades passaram a contar com a Sala Lilás em suas Delegacias de Polícia Civil. O local permite um atendimento humanizado nas cidades que não possuem uma DAM.

Mato Grosso do Sul conta com outras 12 Delegacias de Atendimento à Mulher, localizadas em municípios-polo regionalizados, com a competência de “atender, investigar e apurar as ocorrências policiais nos delitos referentes à integridade física e moral da mulher, incluindo todos os crimes sexuais contra a mulher e registrar e apurar crimes de assédio sexual contra a mulher”. São ele: Aquidauana, Coxim, Fátima do Sul, Jardim, Naviraí, Paranaíba, Dourados, Corumbá, Ponta Porã, Nova Andradina e Três Lagoas. Em 2020 foi inaugurada a DAM Bataguassu.

Para os municípios que não possuem as DAM, mas que concentram altos índices de ocorrência por violência doméstica, a alternativa foi a criação das chamadas “Salas Lilás”, visando oferecer atendimento diferenciado e qualificado às mulheres em situação de violência, incluindo atendimento também para crianças (de ambos os sexos) e meninas adolescentes, que tenham tido seus direitos violados, facilitando o acesso à justiça e incentivando as denúncias, já que as mulheres teriam um espaço exclusivo para o atendimento.

Em 2019 foram inauguradas as Salas Lilás nas Delegacias dos municípios de Sidrolândia, Ribas do Rio Pardo, Nova Alvorada do Sul e Rio Negro. Em 2020 houve a inauguração da Sala Lilás de Maracaju, Terenos e Bonito.

Em 2021 foram inauguradas as de Caarapó, Amambai, Bandeirantes, Camapuã, Água Clara, Anaurilândia, Deodápolis, Glória de Dourados, Angélica, Costa Rica, Chapadão do Sul, Eldorado, Iguatemi, Porto Murtinho, Paranhos, Ladário e Miranda.

Fonte: Assessoria

Fazer download da imagem







Leia também

Dúvidas ou sugestões? Nos escreva!






contato

NOS ACOMPANHE NAS MIDIAS SOCIAIS