Polícia Militar de Costa Rica prende mais dois suspeitos de crime que matou mulher e deixou homem gravemente ferido

Dos seis presos, PM de Costa Rica prendeu cinco; relembre o caso

por: MS Todo Dia - 05/08/2022 11:18

Polícia Militar de Costa Rica prende mais dois suspeitos de crime que matou mulher e deixou homem gravemente ferido Polícia Militar de Costa Rica.

Dos seis presos, PM de Costa Rica prendeu cinco; relembre o caso

A Polícia Militar de Costa Rica cumpriu, na tarde de quinta-feira (4) dois mandados de dois indivíduos suspeitos de terem participado da tentativa de homicídio de Elias Moreira dos Santos, de 55 anos, e do homicídio consumado de Silvana Inácio Garcia, de 46 anos, em Costa Rica, no dia 09/05/2022.

O primeiro foi preso na Rua Ismeria Borges Nunes, Centro dentro da sua casa depois da Polícia Militar receber a informação de onde ele estaria e com mandado aberto, com isso, o autor, de 32 anos, recebeu voz de prisão.

Já o segundo, preso cinco minutos depois, foi um jovem de 21 anos, foi preso na Rua Espírito Santo, Centro. A Polícia Militar recebeu a informação e foi até o local, onde avistaram o autor na porta de sua casa. Com mandado de prisão  em seu desfavor, foi dada voz de prisão.

Os dois autores se juntam aos outros quatro suspeitos de participar do homicídio e da tentativa de homicídio. Dois seis presos, a Polícia Militar de Costa Rica prendeu cinco.

Caso  - 

Na madrugada do dia 9 de maio, um adolescente, de 16 anos, atirou e matou uma mulher, de 46 anos, na Rua Rio Grande do Sul, no Sonho Meu IV, em Costa Rica. Além disso, um homem, de 55 anos, ficou ferido e está em estado grave.

De acordo com boletim de ocorrência, o adolescente seria ex-cunhado de Elias Moreira, que levou dois tiros. O autor teria pedido para usar o banheiro e quando saiu, atirou no casal. Silvana Inacio Garcia foi atingida por três disparos, na cabeça, no peito e na mão. Corpo de Bombeiros foi acionado, mas quando chegou na residência ela já estava sem vida.

O crime teria sido motivado após a uma menina de 3 anos, contar para a mãe que o ‘Avôdrasto Elias’ havia mexido com ela. A mulher que morreu sabia do estupro e teria pedido para a menina não contar para ninguém. O abuso foi confirmado por laudo pericial.

 

Fonte: MS Todo Dia

Fazer download da imagem







Leia também

Dúvidas ou sugestões? Nos escreva!






contato

NOS ACOMPANHE NAS MIDIAS SOCIAIS